Complicações

  • Pancreatite aguda pós-CPRE. Sendo habitualmente um procedimento bem tolerado, há situações em que, durante ou no fim do exame, o doente apresenta queixas dor abdominal, náuseas e vómitos, podendo ocorrer inflamação do pâncreas ou das vias biliares, que desaparecem em regra durante as primeiras 24 horas. No decurso do exame ou imediatamente após o mesmo pode-lhe ser aplicado um supositório de indometacina ou diclofenac para reduzir o risco desta complicação;
  • Hemorragia pós-esfincterotomia
  • Infeção (colangite, bacteriémia, colecistite, abcessos)
  • Perfuração do esófago, estômago, duodeno ou da via biliar
  • Riscos específicos associados aos fármacos utilizados na anestesia
  • Complicações cardio-respiratórias (por exemplo, descompensação de patologia cardíaca, pneumonias de aspiração). 

Como em todos os atos médicos interventivos há um risco de mortalidade, embora reduzido (menos de 1%).