Apresentação da Técnica

A Endoscopia Digestiva Endoscopia Digestiva::Procedimento que consiste na utilização de tubos flexíveis, com pontas manobráveis pelo executante, conhecidos como endoscópios, que permitem a visualização de imagens do tubo digestivo em monitores de televisão alta (EDA), cujo termo técnico é esofagogastroduodenoscopia, é um procedimento utilizado para visualizar o tubo digestivo superior, desde a boca até ao Duodeno, Duodeno::Primeira porção do Intestino Delgado. Intestino Delgado::Segmento do tubo digestivo localizado entre o estômago e o intestino grosso. através de um tubo flexível equipado com uma pequena câmara na extremidade que transmite a imagem para um monitor. O tubo flexível (endoscópio) é inserido na boca e passa através da garganta para o Esófago, Esófago::Órgão que faz a ligação da boca e faringe ao estômago. estômago e Duodeno. Duodeno::Primeira porção do Intestino Delgado. Intestino Delgado::Segmento do tubo digestivo localizado entre o estômago e o intestino grosso. Posteriormente é retirado pela boca (ver imagem). A EDA é utilizada para diagnosticar e, por vezes tratar, várias doenças que afetam o Esófago, Esófago::Órgão que faz a ligação da boca e faringe ao estômago. o estômago e o Duodeno. Duodeno::Primeira porção do Intestino Delgado. Intestino Delgado::Segmento do tubo digestivo localizado entre o estômago e o intestino grosso. Este exame pode ser efetuado num consultório médico devidamente equipado para o efeito ou em meio hospitalar. 

Durante o exame, o doente encontra-se deitado, habitualmente em decúbito lateral esquerdo, e monitorizado, para que o médico possa controlar a sua respiração, tensão arterial e frequência cardíaca. Em alguns casos pode ser administrada medicação sedativa endovenosa, para que o doente fique mais relaxado, bem como um spray anestésico local que se aplica na garganta, e que diminui a sensibilidade à passagem do Endoscópio. Endoscópio::Instrumento médico, que consiste num tubo, geralmente fino e flexível, com sistema de iluminação e uma câmara na extremidade, permitindo observar o interior de uma cavidade corporal. Para que a boca se mantenha aberta ao longo de todo o exame, o doente trinca um dispositivo de plástico através do qual passa o Endoscópio. Endoscópio::Instrumento médico, que consiste num tubo, geralmente fino e flexível, com sistema de iluminação e uma câmara na extremidade, permitindo observar o interior de uma cavidade corporal. Para que o tubo passe da garganta para o Esófago Esófago::Órgão que faz a ligação da boca e faringe ao estômago. é pedido ao doente que engula, o que pode causar alguma sensação transitória de vómito e falta de ar, embora sem queixas de dor.  Ao longo de todo o exame, o doente respira normalmente e consegue emitir sons, mas não pode falar. À medida que o Endoscópio Endoscópio::Instrumento médico, que consiste num tubo, geralmente fino e flexível, com sistema de iluminação e uma câmara na extremidade, permitindo observar o interior de uma cavidade corporal. progride o médico vai insuflando ar através do Endoscópio, Endoscópio::Instrumento médico, que consiste num tubo, geralmente fino e flexível, com sistema de iluminação e uma câmara na extremidade, permitindo observar o interior de uma cavidade corporal. o que condiciona a distensão do lúmen esofágico, gástrico e duodenal, permitindo a sua correta observação. No entanto, a acumulação do ar pode ser responsável pela sensação de pressão gástrica e enfartamento. Quando são detetadas anomalias do tubo digestivo, o médico pode gravar essas imagens para analisar posteriormente. Em caso de necessidade, podem introduzir-se diversos instrumentos através do Endoscópio, Endoscópio::Instrumento médico, que consiste num tubo, geralmente fino e flexível, com sistema de iluminação e uma câmara na extremidade, permitindo observar o interior de uma cavidade corporal. que permitem realizar procedimentos diagnósticos e terapêuticos – por exemplo, remoção de Pólipos, Pólipos::Estrutura/Crescimento anormal que se desenvolve a partir do revestimento interno do tubo digestivo, fazendo saliência para o seu lúmen. Podem ocorrer em qualquer segmento mas são mais comuns no intestino grosso. colheita de biopsias ou aplicação de fármacos para controlo de hemorragia. 

Quando o exame está terminado o Endoscópio Endoscópio::Instrumento médico, que consiste num tubo, geralmente fino e flexível, com sistema de iluminação e uma câmara na extremidade, permitindo observar o interior de uma cavidade corporal. é removido lentamente pela boca. A Endoscopia Digestiva Endoscopia Digestiva::Procedimento que consiste na utilização de tubos flexíveis, com pontas manobráveis pelo executante, conhecidos como endoscópios, que permitem a visualização de imagens do tubo digestivo em monitores de televisão alta tem uma duração que pode variar entre 5 a 20 minutos, dependendo da indicação e da necessidade de efetuar procedimentos terapêuticos. 

Após uma endoscopia sem sedação endovenosa, a recuperação é rápida (alguns minutos de repouso), mas pode exigir uma vigilância de cerca de 1 hora em caso de sedação. 

No dia do exame, o doente pode referir queixas de flatulência, cólicas abdominais e desconforto a nível da garganta, que melhoram com o tempo.