Complicações

O doente submetido a este procedimento habitualmente apenas sente um desconforto ligeiro na região perianal durante alguns dias.

Apesar do local onde se aplicam os elásticos ser insensível, a dor é a complicação mais frequente. Esta pode ocorrer imediatamente após a colocação dos elásticos e pode ser aliviada com a injeção local de um anestésico. A dor pode persistir alguns dias mas responde geralmente a analgésicos como o paracetamol. Em casos raros e extremos pode ser necessário remover os elásticos devido a dor incontrolável.

A hemorragia é também relativamente frequente e na maioria dos casos auto-limitada, ocorrendo muitas vezes após 7 a 10 dias, relacionada com o destacamento do elástico e da hemorróida. Quando a hemorragia é abundante pode ser necessária avaliação e tratamento em ambiente hospitalar.

Por vezes pode ocorrer trombose da hemorróida externa associada à hemorróida interna que foi tratada, o que pode requerer a excisão da hemorróida externa trombosada.

Estão descritos alguns casos muito raros de infeção local com repercussão sistémica (sepsis), após laqueação elástica de hemorróidas. Esta situação manifesta-se habitualmente por febre e queixas locais com dor e retenção urinária e para o seu tratamento pode ser necessária cirurgia e antibioterapia endovenosa, sendo que alguns casos podem ser fatais.